terça-feira, 27 de setembro de 2016

Inefável Amor


Eu olho para a tela em branco e me forço a escrever algo sobre você, não consigo entender como quem me enche de amor não me faz transbordar em poesia, eu quero escrever sobre o teu sorriso e como nossas mãos tem o encaixe perfeito, mas tudo parece tão clichê.  Quero falar de como todos os sorrisos perderam o brilho e a graça depois que te conheci, e que de uma hora pra outra as pessoas parecem todas iguais, tão vazias, mas talvez você pense que é mentira.

Quero escrever sobre os teus olhos, que mesmo sendo tão castanhos quanto os meus, são os mais bonitos que já vi. Poderia gastar infinitas páginas falando de você, que mais parece um príncipe perdido no século XXI, que poderia muito bem ter saído dos meus sonhos ou de algum desses livros que eu leio, mas simplesmente não encontro palavras capazes de expressar o que sinto ao lembrar do som da tua voz.

Você me roubou as palavras antes de roubar o primeiro beijo, e me fez entender que o amor é inefável, e ainda que eu me desdobre em versos e prosas esse amor é coisa nossa, não  cabe em palavras, não pode ser descrito, é como a imensidão do mar, vemos e nos jogamos, sabemos que é grande e profundo, mas não nos peça pra explicar, amor assim não se pode limitar.

sábado, 27 de agosto de 2016

O amor não tem cabimento

Descobri que a maior parte dos meus sofrimentos eu mesmo causei, na busca desenfreada pelo "felizes para sempre" me atirei de precipícios na esperança de voar, aceitei envolver me com pessoas que em nada correspondiam as minhas expectativas, apenas para suprir a carência emocional. 

Dizemos que o amor machuca porque escolhemos nos ferir em paixões incabíveis, tão incabíveis que somos obrigados a nos diminuir, diminuir nossas sonhos, expectativas e nos forçamos a caber na caixinha que o outro chama de mundo. 

Já me reduzi a tantas caixas pequenas que nem sei se em algum momento recuperei ou serei capaz de recuperar a grandeza de uma alma livre, de quem sonha além das estrelas e sabe que o infinito existe pra gente conquistar.


Seja lá qual for o tamanho que agora possuo, recuso me a forçar-me caber em lugares onde não cabem poesia, esquivo-me de caber onde o amor não tem cabimento.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Resenha: Boneca de Ossos

Título: Boneca de Ossos
Autora: Holly Black
Editora: #irado
Ano: 2014
Idioma: Português
Páginas: 224
Li o primeiro livro de Holly Black no início do ano passado e me apaixonei pela forma como ela me prendeu em cada página me tirando da minha zona de conforto levando-me para um gênero literário que até então não tinha despertado meu interesse.

Em 'Boneca de Ossos' Holly Black encanta  mais uma vez, o livro é cheio de aventuras e o terror vem de forma sutil nos deixando  intrigados sobre o que realmente está acontecendo.

"Se ela sair do armário, virá nos pegar."

Poppy, Zach e Alice são amigos que vivem incríveis aventuras em sua brincadeira de faz de conta, na brincadeira há uma grande rainha, que na verdade é uma boneca de porcelana que fica na cristaleira da casa de Poppy. Um dia Zach é obrigado a deixar a brincadeira, e parece ser o fim das aventuras até que Poppy diz que está tendo sonhos com uma menina fantasma, levando os amigos para uma ultima aventura.

"Alguma coisa aconteceu com a Rainha. Vá para a casa do ermitão perto dos Morros Prateados depois da aula. É importante."

O fim da jornada não surpreende muito, mas a forma como ele se desenrola sim. Qual será a verdadeira história? O que a Rainha realmente esconde?


"Ela dirá a vocês que nunca, jamais, machucaria alguém, mas não acreditem."

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Resenha: P.S.: Ainda Amo Você

⚠ Alerta de  Spoiler de "Para Todos os Garotos Que já Amei' Se ainda não leu pare por aqui! ⚠

P.S.: Ainda Amo Você 
Para Todos Os Garotos Que Já Amei #2
Jenny Han
Ano: 2016 / Páginas: 304
Idioma: Português
Editora: Intrínseca
"Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito dela, muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários.
Em "Para todos os garotos que já amei", Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais. Agora, em "P.S.: Ainda amo você", Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam.
Uma história delicada e comovente que vai mostrar que se apaixonar é a parte fácil: emocionante mesmo é o que vem depois."

"Às vezes eu gosto de você tanto que eu não posso suportar. Que enche-se dentro
de mim, tudo até a borda, e eu sinto que eu poderia transbordar."

A continuação de P.S.: Ainda Amo Você tem uma narrativa mais envolvente que o primeiro livro, há uma série de acontecimentos inesperados e que nos deixa simplesmente sem reação. 

Em P.S.: Ainda Amo Você eu pude me apaixonar por Peter Kavinsky e odiá-lo na mesma proporção. O relacionamento de Lara Jean e Peter traz muitas coisas novas para os dois que eles precisam aprender a enfrentar juntos. 

Lara Jean ainda tem muitas inseguranças quanto a Peter e Gen e é difícil para ela lidar com isso, mesmo tendo aceitado que eles podiam ser amigos. 

"Eu mereço ser a garota número um de alguém."

Um dia Lara Jean recebe a resposta de uma das cinco cartas que foram enviadas, a única sem qualquer resposta, essa carta desperta algo novo em Lara Jean causando muitas emoções. 

"Você é tão perfeito na minha memória, e você está perfeito agora. É como eu sonhei que você seria."

Ainda não sou capaz de dizer se queria um novo livro ou se fico com a imaginação de tudo que pode ter acontecido depois da última frase. Se você leu o primeiro livro leia logo a continuação, se não leu, leia logo os dois! 

"Eu sei agora que eu não quero amar e ser amada em meias medidas. Eu quero tudo e
ter tudo, você tem que arriscar tudo."

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Resenha: Para Todos Os Garotos Que Já Amei

"Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar."




Para Todos Os Garotos Que Já Amei #1
Jenny Han
Ano: 2015 / Páginas: 320
Idioma: Português
Editora: Intrínseca

Tive uma certa resistência em começar a ler por ser um desses livro de momento e eu estar decidida que não ia mais ler romances adolescentes, mas, a curiosidade me venceu  (e a paixão por romances adolescentes também), e não me arrependi, gostei muito do livro, a história começa um pouco lenta, mas pega um ritmo legal na segunda metade.

Quando as cartas de Lara Jean são enviadas ela se vê em uma grande confusão e acaba entrando em uma confusão maior ainda para fugir da primeira, o enredo tem uma reviravolta inimaginável, e mistura romance com um pouco de drama que dá o tom certo para a história.

Senti que a personagem principal foi pouco explorada, senti que conhecia mais de Margot e Kitty (suas irmãs) do que dá própria Lara Jean, inicialmente as coisas sobre ela são um pouco abstratas só depois da primeira metade a conhecemos um pouco melhor  (talvez eu seja um pouco ansiosa), acredito que o fato de ela aparecer na capa limitou minha imaginação o que me incomodou um pouco.

O final da história não é tão previsível quanto eu pensava, e o encerramento do livro é um convite irresistível a leitura da continuação P.S. Ainda Amo Você. A leitura é leve e a autora escreve muito bem, daquele jeito que te envolve na leitura e te prende até a última página.

Super recomendo!

"Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo. As cartas me libertam. Ou pelo menos deveriam."

"Você prefere criar uma versão idealizada de alguém na sua mente a ficar com a pessoa de verdade."

"Não quero mais ter medo. Quero ser corajosa. Quero... que a vida comece a acontecer. Quero me apaixonar e quero que um garoto se apaixone por mim."

"Ela dá um passo na minha direção e eu dou um passo na direção dela e nos abraçamos, chorando, e o alívio que eu sinto é imensurável."


"Acho que agora consigo ver a diferença entre amar alguém de longe e amar de perto."

terça-feira, 28 de junho de 2016

Professor já lançou as notas?


Fim de semestre e a pergunta que não quer calar é: Por que os professores demoram tanto para lançar as notas? Para não enlouquecer enquanto esperamos reuni com minha turma uma lista de coisas para fazer enquanto espera, confere aí!

  • Domesticar um elefante
  • Arrumar um emprego
  • Mudar de curso
  • Construir uma casa
  • Casar, ter filhos, ir na formatura deles
  • Adotar 47 crianças haitianas
  • Criar uma tartaruga marinha da quebra do ovo até morte centenária
  • Replantar a Amazônia
  • Terminar as obras das olimpíadas
  • Desalinizar o mar
  • Irrigar o Nordeste inteiro
  • Construir um barco
  • Arrumar seu guarda roupa e reencontrar a saída de Nárnia
  • Levar seu unicórnio pra passear  no Alasca
  • Assistir pela milionésima vez a Lagoa Azul
  • Descobrir a pergunta para a resposta das  questões da vida do universo e tudo mais
  • Assistir o último episódio da Caverna do Dragão (foi proibido no Brasil)
  • Assistir todos os episódios de Chaves 
  • Assistir todas as temporadas de How I Met Your Mother 
  • Assistir todas as séries disponíveis no Netflix 
  • Dormir por 16 horas

Essas são algumas opções, quando acabarem provavelmente faltará apenas alguns dias para os professores lançarem as notas, divirta-se enquanto espera!

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Escondidinho de Frango

INGREDIENTES 

Massa:


  • 5 batatas grandes
    • 1 cebolas picadinha
    • 2 colher de manteiga
    • 5 colheres (sopa) de requeijão
    • Sal a gosto
    Recheio:
      • 1 Cebola
      • 1 peito de frango (cozido e desfiado)
      • 1 lata de molho de tomate
      • 1/2 lata de creme de leite sem soro
      • 200 g de queijo ralado
      • sal, pimenta-do-reino, orégano a gosto
    • MODO DE PREPARO

    • Massa:

    Cozinhe as batatas e em seguida tire as cascas e amasse.
    Em uma panela coloque a cebola para fritar, quando a cebola estiver dourada acrescente a batata e misture com duas requeijão.
    Desligue depois de 2 minutos.
    Unte um refratário com manteiga e coloque a batata, por cima espalhe o restante do requeijão.

    Recheio:

    Em uma panela frite a cebola, quando estiver dourada, acrescente o frango.
    Tempere como preferir (gosto de usar caldo de galinha e sal), se gosta de pimenta do reino acrescente neste momento.
    Coloque o molho de tomate e misture bem, deixe ferver
    Quando ferver, acrescente o creme de leite e desligue.  

    Espalhe o recheio por cima das batatas e cubra com queijo, por cima do queijo coloque o orégano (se gostar, pode colocar antes do queijo também).

    Deixe no forno por 5 minutos e pronto! Só chamar o pessoal e aproveitar!

    Bom apetite!